Um bom profissional não é formado apenas de conhecimentos técnicos e de capacitações, mas também pelo seu conjunto de experiências, observações e relacionamentos. Nesse sentido, o aprendizado organizacional é uma maneira de aprimorar a educação empresarial no seu negócio para tornar sua equipe mais produtiva, engajada e eficiente.

O que você vai ver neste artigo:

Confira neste artigo o conceito de aprendizagem organizacional, como adotar esse modelo e usar métodos inovadores para melhorar os processos de ensino da sua empresa. Vamos lá?

O que é a Aprendizagem Organizacional?

O-que-e-a-Aprendizagem-Organizacional-1

Para esta linha de pensamento a construção do conhecimento ocorre de diversas formas e não se restringe apenas ao ensino formal. A aprendizagem é vista como um processo contínuo, formado por estímulos como a experiência prática, a observação da conduta de terceiros e bons exemplos de superiores. Ou seja, o saber é feito de um conjunto diverso de vivências e outros elementos, formados com o passar do tempo e que não são adquiridos apenas com a capacitação técnica.

Outra teoria que traz ideias semelhantes é o modelo 70/20/10 de aprendizagem. Este conceito afirma que a maior parte das informações assimiladas por adultos acontece a partir do seu cotidiano (70%), seguidos por aquelas adquiridas por meio do relacionamento com outros, como a observação e troca de ideias (20%). Para essa ideia, apenas 10% dos conhecimentos são formados por cursos e métodos de ensino formal.

A aprendizagem organizacional considera que todos os conhecimentos, informais ou formais, podem ser aplicados no cotidiano dos colaboradores para trazer melhores resultados para a empresa. Este conjunto de informações também pode ser utilizado para que a companhia crie seu próprio modelo de gestão.

transformacao-digital-1

Assim, apesar de acontecer em um nível individual, a aprendizagem de cada colaborador contribui para o sucesso da organização – e esta pode estimular o desenvolvimento profissional e pessoal dos seus funcionários para ter uma equipe mais eficiente.

Os benefícios da Aprendizagem Organizacional

Os benefícios da aprendizagem organizacional são vários e se estendem às diferentes áreas da empresa e, apesar de influenciar principalmente o ambiente interno, eles também influenciam no âmbito externo, como no relacionamento entre os clientes e prestadores de serviço. É uma consequência indireta que a empresa tem ao trabalhar a aprendizagem de maneira estratégica.

Confira, agora, os principais benefícios.

Tarefas mais eficazes

Aprendizagem organizacional capacita os colaboradores em diferentes aspectos, tanto em habilidades técnicas, as chamadas hard skills, como as habilidades comportamentais, também conhecidas como soft skills. 

E todas essas capacitações tornam os funcionários da instituição mais preparados para desenvolverem suas tarefas e a lidarem com circunstâncias tanto comuns como incomuns do ambiente corporativo.

Logo, a medida que os treinamentos corporativos acontecem, é de se esperar que as atividades desenvolvidas pelos colaboradores que estiveram em contato com essa aprendizagem tornem-se mais eficientes em suas funções. 

Clientes mais satisfeitos

Uma empresa que valoriza a aprendizagem organizacional e promove ações que estimulem ela no contexto de trabalho, demonstra maior preocupação com seus colaboradores e clientes e isso reflete consequências positivas para a instituição.

Ao focar em aprendizagem, ela melhora o perfil profissional dos colaboradores que passam a ser mais capacitados nas tarefas exigidas e mais sensíveis para reconhecer as necessidades dos clientes.

O cliente percebe essa devida atenção que está recebendo e em troca se fideliza àquela empresa, pois entende que ela verdadeiramente se preocupa em entregar o melhor produto ou serviço a ele. Além disso, ele se torna um advogado da marca, aquele que irá indicar para outras pessoas e a defender em todos os momentos.

Troca de conhecimentos

A aprendizagem organizacional se dá através de diferentes fatores, inclusive na interação com a equipe de trabalho ou com os demais colegas. O ambiente fica mais propenso à troca de conhecimentos porque uma cultura de aprendizagem é instaurada na empresa e todos se sentem dispostos em compartilhar novos conhecimentos e dividir experiências e vivências profissionais.

O interessante é que a troca de conhecimento não necessariamente precisa acontecer em um tempo o local dedicado a isso, como as tradicionais dinâmicas em grupos e workshops. Quando o ambiente respira e abraça o conhecimento contínuo, os colaboradores acabam aprendendo e compartilhando novos entendimentos em um simples e-mail, bate-papo virtual ou presencial ou naquela conversa que acontece no horário de almoço.

Mas claro que a troca também pode e deve também acontecer em outras esferas, estas programadas, como cursos, palestras e outros.

Clima organizacional mais favorável

Os funcionários começam a apresentar um alto nível de satisfação em trabalhar na empresa, como consequência disso diversas vantagens são desencadeadas, como o aumento da produtividade, melhora na execução das atividades, a redução do turnover, a retenção de talentos e o clima de trabalho mais favorável.

Inovação entre os profissionais

Com a implementação da aprendizagem organizacional, os colaboradores se sentem mais liberais em compartilhar suas ideias, ou seja, em trazer soluções criativas para a empresa, o que só traz benefícios para o negócio que pode utilizar essas ideias para melhorar seus produtos ou serviços, sua gestão e os demais contextos.

PROFISSIONAIS-DO-FUTURO

Como os colaboradores estão mais próximos aos clientes, a tendência deles encontrarem soluções inovadoras que atendam melhor às necessidades dos clientes só aumenta, o que pode ajudar o seu negócio a se tornar ainda mais competitivo no mercado.

O que forma a Aprendizagem Organizacional?

O-que-forma-a-Aprendizagem-Organizacional-1

O conhecimento é construído por diversos fatores segundo as considerações da aprendizagem organizacional. Vamos conhecer estes elementos?

1) Experiências próprias

Uma das formas de aprendizado mais assimiladas pelas pessoas é a formada por suas vivências. As experiências positivas e negativas ajudam os profissionais a compreender seus erros e acertos e, desta forma, a construir estratégias e ações diferentes para atingir seus objetivos.

2) Aprendizagem prática

Esse tipo de saber é construído a partir das experiências cotidianas da função exercida pelo profissional. Também chamada de aprendizagem ativa, ela acontece com a prática dos conhecimentos teóricos adquiridos na educação formal e essa ação ajuda a fortalecer as informações assimiladas.

3) Compartilhamento de ideias e informações

Essa troca acontece quando algum profissional obtém determinado saber e o dissemina com seus colegas, superiores e liderados – contribuindo assim para a gestão do conhecimento da organização. A difusão de informações internas com a equipe também entra nessa categoria.

4) Exemplo dos líderes

Todos nós buscamos nos espelhar em alguém como modelo positivo de conduta. No caso das empresas, os gestores são o contato mais direto da organização com seus colaboradores, por isso é essencial que os chefes sejam bons exemplos para seus liderados, tanto em sua postura profissional e quanto na pessoal, incentivando-os inclusive a buscar formas de se desenvolver nos dois pontos. 

Neste sentido é importante investir no treinamento das lideranças, para saberem se relacionar bem com suas equipes e serem verdadeiros reflexos da companhia.

5) Aprendizagem sistêmica

Este estilo está baseado na empresa como todo, não em ações individuais dos funcionários. Ao analisar os processos e estrutura interna, o colaborador pode entender melhor como as atividades são realizadas e as decisões são tomadas, além de lhe permitir visualizar as falhas na gestão e trazer novas soluções para aprimorar o desempenho da companhia.

6) Cultura interna

Tudo que forma a identidade da empresa – missão, valores, cultura organizacional – também ajuda a formar os conhecimentos dos seus colaboradores. Estas informações geralmente são construídas coletivamente e impactam diversos públicos, desde os funcionários, fornecedores, parceiros e até mesmo as pessoas externas à companhia.

7) Benchmark

Também é possível aprender com a concorrência e outras empresas. A partir da observação e análise das ações, estratégias e boas práticas de terceiros, é possível aplicar novas posturas, processos e soluções em sua própria companhia. Esta pesquisa é uma técnica comum em diversas áreas, como o marketing, e ajuda a organização a conhecer melhor seu mercado e a planejar como se destacar nele.

Como aplicar a Aprendizagem Organizacional?

Como-aplicar-a-Aprendizagem-Organizacional-1

Como visto, segundo essa linha de pensamento, a aprendizagem é formada por diversos estímulos – tanto internos quanto externos. Desta forma, desenvolver o conhecimento nos colaboradores não é um processo instantâneo e nem tão simples assim. É preciso investir em atividades que contemplem diferentes experiências, como práticas, dinâmicas de grupo e ações inovadores. Vamos conhecer alguns métodos que podem contribuir com este objetivo?

Dinâmicas

Existem atividades práticas que o RH pode implementar na educação corporativa para tornar a aprendizagem mais prática e lúdica. Estratégias como dinâmicas e jogos corporativos tornam a experiência mais prazerosa e reforçam os conhecimentos ao permitir o colaborador “pôr a mão na massa” e até mesmo trabalhar em equipe, possibilitando a troca de ideias e a fortificação dos relacionamentos internos.

EAD

A educação a distância trouxe diversas mudanças para os processos de aprendizado. Graças a esta tecnologia, o ensino se tornou mais flexível e acessível: agora as pessoas podem acessar os conteúdos educativos a qualquer hora e local, estudando de acordo com seu ritmo e disponibilidade. O EAD pode ser aplicado em capacitações estritamente técnicas como também em assuntos diversos, sendo um método que engloba a abordagem de diversos assuntos.

Gamificação

jornada-da-gamificacao

Essa estratégia une o lado lúdico dos jogos com a tecnologia e inovação do EAD. A gamificação permite trabalhar o treinamento corporativo, onboarding de novos funcionários e até mesmo as tarefas cotidianas dos colaboradores de forma imersiva e interativa. Desta forma o aprendizado se torna um processo mais dinâmico, engajador e eficiente, reforçando a fixação dos conhecimentos adquiridos na atividade.

Conclusão

A aprendizagem organizacional é uma estratégia que traz resultados especialmente a longo e médio prazos, mas que seus benefícios ajudam seus colaboradores a serem mais eficientes, proativos e engajados – pois um funcionário valorizado é mais fiel e tem maior facilidade para vestir a camisa da empresa – e a sua organização ter vantagem competitiva ao contar com uma equipe de qualidade.

Saiba como aplicar a gamificação na aprendizagem dos seus colaboradores! Converse conosco e descubra mais benefícios desta metodologia.

teste-gratis-por-7-dias
O que é a Aprendizagem Organizacional?

A aprendizagem é vista como um processo contínuo, formado por estímulos como a experiência prática, a observação da conduta de terceiros e bons exemplos de superiores.

O que forma a Aprendizagem Organizacional?

O conhecimento é construído por diversos fatores segundo as considerações da aprendizagem organizacional.

Quais são os elementos da Aprendizagem Organizacional?

1) Experiências próprias
2) Aprendizagem prática
3) Compartilhamento de ideias e informações
4) Exemplo dos líderes
5) Aprendizagem sistêmica
6) Cultura interna
7) Benchmark

Como aplicar a Aprendizagem Organizacional?

Desenvolver o conhecimento nos colaboradores não é um processo instantâneo e nem tão simples assim. É preciso investir em atividades que contemplem diferentes experiências, como práticas, dinâmicas de grupo e ações inovadores.