As ações de educação empresarial podem trazer diversos ganhos na produtividade e qualidade do trabalho dos funcionários. No entanto, algumas empresas deixam de implementar essa estratégia por quererem evitar investir no custo de um treinamento. Mas, será que esses valores são tão pesados assim? Ou seu retorno é superior a estes números?

Neste artigo vamos mostrar como os custos de um treinamento podem ser revertidos em benefícios ao negócio, com a dica de uma ferramenta para descobrir se esse retorno do investimento está compensando ou não.

Qual o Custo de um Treinamento?

Todas as ações realizadas em uma empresa geram gastos: a conta de luz; o cafezinho dos funcionários; o desenvolvimento dos produtos/serviços; a campanha de marketing — não seria diferente com a implementação de treinamentos corporativos para as equipes.

Essa estratégia pode ser adotada de diversas maneiras, seja no modelo presencial ou com metodologias digitais como o EAD e a gamificação. Todas, variando o grau, demandam investimentos financeiros e de esforço por parte da organização:

  • Os treinamentos presenciais precisam contar com um espaço físico, instrutor capacitado no assunto escolhido, materiais adequados, além de outras questões que ocorrem em alguns casos — como deslocamento dos participantes; alimentação e hospedagem.
  • Já as metodologias não presenciais demandam o desenvolvimento de plataformas e conteúdos específicos a elas, além da manutenção e atualização dos sistemas.

Nos dois casos também é importante investir, mesmo que somente em esforços e tempo, em ações para analisar os resultados do treinamento, o engajamento dos participantes e pensar em formas de aprimorar a estratégia.  

No entanto, esse investimento não é em vão: pelo contrário! O treinamento corporativo é uma estratégia que pode contribuir para melhorar os resultados do negócio, não somente compensando os custos gerados, como também aumentando a produtividade e qualidade do trabalho dos funcionários — que trazem impactos diretos para as finanças da empresa. 

O Retorno dos Treinamentos

As estratégias de educação corporativa não foram desenvolvidas ao acaso: essa ferramenta pode trazer diversos benefícios a um negócio, inclusive retornos financeiros. São vários motivos para se adotar os treinamentos corporativos:

Qualidade do trabalho

Os treinamentos empresariais podem ajudar a aumentar a capacitação técnica dos colaboradores, melhorando assim a qualidade do seu trabalho ao reduzir as lacunas nas habilidades e competências de sua equipe.

Imagine os vendedores que desconhecem as técnicas de sua profissão, os desenvolvedores que não sabem lidar com novas ferramentas, funcionários da linha de produção que não usam diversos recursos das máquinas, analistas de marketing que não estão inteirados nas novidades da área, atendentes despreparados para lidar com as dúvidas e críticas… Todas essas situações podem ser melhoradas com um treinamento específico para cada caso, educando os colaboradores para que seu trabalho tenha mais qualidade.  

Produtividade

Além da qualidade, os treinamentos podem contribuir para melhorar o ritmo de trabalho dos colaboradores. Em vez de perderem tempo com tarefas que não geram tantos resultados ou ao hesitarem por falta de habilidade e conhecimentos, eles estarão mais preparados para lidar com as atividades e desafios do dia a dia. 

Desta forma, a empresa irá ganhar em produtividade: com colaboradores mais ativos, que tenham as competências adequadas às suas funções e sejam capazes de trazer mais resultados a organização.

Inovação

Os treinamentos corporativos também podem influenciar positivamente a empresa ao estimular a inovação. Os conteúdos permitem com que os funcionários se atualizem nas melhores práticas de sua área, estando conectados com as tendências. 

Incentivar uma cultura de inovação pode ser uma forma de melhorar os resultados da empresa e colocá-la em lugar de destaque no mercado: enquanto a concorrência realiza as mesmas estratégias, produtos e serviços, sua organização oferece experiências inovadoras aos clientes. 

Engajamento

Os resultados do treinamento não são apenas quantificáveis. Investir na qualificação dos colaboradores é uma forma de aumentar o seu engajamento com a empresa: eles não irão apenas cumprir suas tarefas do dia e tchau! Mas sim irão vestir a camisa da organização, dedicando-se com maior empenho e qualidade no trabalho.

O engajamento também é fundamental para reduzir a rotatividade na equipe. Funcionários com um relacionamento mais forte com a empresa dificilmente querem sair dela e isso ajuda a evitar os prejuízos financeiros, intelectuais e produtivos que a fuga dos talentos traz. 

Desta forma, o investimento em treinamento corporativo não é realmente um custo: sim uma ótima estratégia para gerar uma série de benefícios a empresa, compensando os valores usados e trazendo vantagens tanto para a produtividade e qualidade do trabalho, quanto para o engajamento e clima interno na equipe. 

A Importância do Engajamento nos Treinamentos

Não é à toa que as maiores empresas jamais dispensam as ações de educação empresarial, oferecendo o treinamento de forma contínua e com métodos inovadores para engajar os colaboradores na dinâmica e ter mais resultados.

Porém, uma forma que elas encontraram para destacar os resultados gerados com a ação é por meio de uma ferramenta bastante conhecida pelo marketing: o ROI. O Retorno do Investimento no treinamento é uma fórmula matemática que verifica se os valores investidos na estratégia estão sendo cobertos pelos benefícios conquistados com sua implementação.

Assim, ao usar este cálculo, o RH consegue mostrar em números os impactos positivos que o treinamento trouxe a organização. Entretanto, esses resultados só serão alcançados ao investir em uma estratégia que seja verdadeiramente engajadora. 

Treinamentos monótonos e repetitivos não conseguem despertar a atenção e motivação dos colaboradores, que se sentirão obrigados a realizarem as atividades — mas sem realmente assimilar os conhecimentos e ganhar os benefícios da ação. 

Essa falta de engajamento pode resultar na abstenção, desistência e desaprovação dos funcionários a estratégia, reduzindo a sua efetividade. Aí sim o investimento no treinamento poderá ser perdido, tornando-se apenas um custo e não algo positivo para a organização. 

Esse desafio pode ser resolvido ao investir em metodologias mais engajadoras de treinamento corporativo, que despertem a motivação dos colaboradores para que eles sejam fiéis às atividades e colham os frutos do conhecimento mais tarde. 

Conheça metodologias engajadoras e eficientes no nosso artigo Fuja do comum, crie um treinamento inovador para sua equipe!