Indicadores de competitividade são recursos para analisar a vantagem competitiva de uma corporação. Essas ferramentas podem ser, por exemplo, a participação da empresa no mercado que ela atua, o lucro, a satisfação do público, a qualidade dos produtos ou serviços, o branding e mais.

Através dos indicadores de competitividade, uma empresa consegue alinhar suas estratégias com o cenário do mercado, alinhando a tomada de ações que levem essa empresa a se tornar líder.

Quer conhecer melhor sobre os indicadores de competitividade e a importância de utilizá-los em sua empresa? Neste artigo, vamos contextualizar seu conceito e trazer, de forma clara, diversas características que fazem dos indicadores uma excelente alternativa para inserir em sua empresa, se tem como objetivo melhorar a vantagem competitiva no mercado. Boa leitura!

Conceituando melhor os indicadores de competitividade

Os indicadores de competitividade são métricas que permitem mensurar e monitorar características que estabelecem quais as vantagens competitivas de uma empresa. 

Em outras palavras, essa ferramenta possibilita verificar quais as condições de uma corporação, sendo possível, inclusive, compará-la com relação aos concorrentes. Portanto, indicadores de competitividade se concentram na performance e na posição de mercado que a empresa tem com relação aos demais concorrentes.

São diversas as maneiras de avaliar a vantagem competitiva de uma empresa, pois são várias as características que a podem tornar mais lucrativa que outras e, com isso, deixá-la em vantagem competitiva, então cabe aos profissionais estabelecerem quais critérios desejam observar. É possível analisar números com relação:

  • a qualidade de produtos ou serviços;
  • a produtividade
  • o retorno sobre investimento (ROI); e
  • o capital humano.

A importância dos indicadores de competitividade

Analisar os indicadores de competitividade é essencial para identificar a posição de uma empresa no mercado e, através das informações coletadas, alinhar os processos internos com os padrões da concorrência.

Isso significa que, os indicadores de competitividade não são importantes somente para fazer diagnóstico, mas são recursos para os gestores que podem utilizar as informações coletadas para desenvolver estratégias, utilizando-se das informações para trazer clareza para os colaboradores a respeito da posição da organização e a missão dela.

Como a competitividade vai além de fatores gerenciais de uma empresa, sendo influenciada pela atuação do governo e comportamento da sociedade, por exemplo, os gestores podem ser apropriar de KPI ‘s que indiquem questões importantes para a realidade do mundo atual, levando em consideração características tanto nacionais como internacionais para se manter no mercado.

Exemplos de indicadores de competitividade

As mudanças de um mundo VUCA impactam e muito em como as empresas devem atuar no mercado, e para saber se estão no caminho certo, elas precisam dispor de métricas que demonstrem isso.

Veja algumas métricas consideradas recursos que podem direcionar sua empresa. 

Market Share

Market Share é um indicador de competitividade que revela a posição que sua empresa está diante do mercado em que atua. É um índice que mostra quanto a corporação domina seu nicho e sua posição diante dos concorrentes. 

O Market Share pode ser analisado a partir de diversos critérios, sendo uma escolha da corporação identificar quais suas necessidades e trabalhar em cima disso: faturamento, número de clientes, concorrentes, entre outros.

Retorno Sobre o Investimento (ROI)

O Retorno Sobre o Investimento (ROI) indica o quanto uma corporação teve de retorno dos investimentos próprios ou de terceiros. Ou seja, a métrica analisa quanto a empresa ganhou com os investimentos que realizou. 

Este KPI pode ser utilizado para mensurar a competitividade de uma empresa, por exemplo, ao analisar as gaps que podem ter contribuído com o retorno insatisfatório do dinheiro investido em determinada área.

Rotatividade de colaboradores

O indicador de Gestão de Pessoas mede a capacidade da empresa em manter seus talentos. Por meio de monitoramento da rotatividade de colaboradores é possível saber se o investimento em capital humano e as medidas adotadas pelo RH têm sido as melhores para sua empresa.

Corporações que dispõem de baixa rotatividade de colaboradores tendem a ser mais competitivas no mercado porque são vistas como marcas empregadoras que valorizam seus talentos.

Participação nas exportações

Empresas que exportam seus produtos para outros países também podem utilizar o indicador de competitividade relacionado à participação dela nas exportações. 

Esse indicador é um recurso para ampliar a competitividade porque se a participação da empresa nas exportações for baixa quando analisada a de outros concorrentes, isso é um sinal de que sua empresa é pouco competitiva nesse aspecto.

Produtividade

Uma empresa que dispõe de grande produtividade possui vantagem competitiva no mercado porque consegue produzir muito e com o mínimo de ferramentas possíveis, de modo que não influencie na qualidade final do produto ou serviço que disponibiliza.

Taxa de satisfação dos clientes 

Clientes satisfeitos com o produto ou serviço ofertado significa mais aquisição e indicação de compra, e quanto mais venda uma empresa realiza, maiores são os lucros e, consequentemente o capital, sendo a satisfação dos clientes uma outra característica que pode ser medida como indicador de competitividade.

Todos esses indicadores de competitividade possibilitam que falhas sejam encontradas e corrigidas para que decisões ainda mais certeiras e estratégicas sejam realizadas. 

Se uma empresa quer se consolidar no mercado através de uma característica, ela pode observar se está no caminho através dos indicadores de competitividade, pois eles são recursos que permitem encontrar oportunidades e indicar mudanças em características já existentes e necessárias para o desenvolvimento da empresa. 

Unir indicadores de competitividade com indicadores de desempenho é crucial para atingir os objetivos de curto, médio e longo prazo que sua empresa possui, pois ambos indicam necessidades a serem melhoradas na instituição, além de evidenciarem se aquilo que já tem sido desenvolvido tem gerado os frutos que a corporação projetou.
Mas não basta dispor de conhecimento sobre eles, é fundamental saber quais métricas são importantes para sua empresa e como geri-las para que de fato elas venham evidenciar informações pertinentes para sua empresa e sua equipe. Quer saber como fazer uma gestão de KPI ‘s de forma eficiente? Confira o artigo “Aprimorando a gestão de KPIs para ter resultados”.