Ter equipes autogerenciáveis em sua empresa é um trunfo: esses profissionais são mais responsáveis, proativos e engajados. E essas qualidades podem contribuir para aumentar os resultados do departamento e, consequentemente, da empresa. 

Quer saber o que torna essa característica tão especial? Descubra quais são os benefícios de se ter uma equipe autogerenciável e como estimular essa postura na sua empresa! 

Colaboradores e Liderança: uma relação importante

Toda equipe deve ter algum grau de independência: imagine como seria a dinâmica em uma empresa em que o líder deve estar constantemente de olho no que os colaboradores estão fazendo, sempre tendo que apontar os próximos passos de cada tarefa. 

Percebe como essa situação não é positiva? Em vez de cuidar de assuntos mais estratégicos, o gestor acaba atuando apenas como um inspetor, vendo se os funcionários estão cumprindo suas funções corretamente. Isso acaba prejudicando a produtividade de todos, além de impactar negativamente até a confiança dos profissionais — o que reduz a qualidade de seu trabalho e também ajuda a diminuir sua motivação.

Desta forma, ter uma equipe que dependa demais do seu líder para realizar suas atividades não é uma boa coisa. Se o gestor acaba saindo da empresa ou mudando de cargo, como ficarão os seus liderados? 

Por isso, é melhor para a organização incentivar uma postura mais proativa em seus colaboradores. Assim, em vez de adotar uma conduta de microgerenciamento, a empresa e seus líderes podem estimular uma maior independência dos funcionários, aproveitando verdadeiramente suas capacidades técnicas e qualidades subjetivas para atuar em prol do negócio.

E isso pode ser resolvido ao incentivar as equipes autogerenciáveis na empresa. 

O que são e como funcionam as Equipes Autogerenciáveis?

Autonomia e proatividade são algumas das competências mais desejadas pelas empresas e é por um bom motivo: essas qualidades permitem com que os colaboradores façam um trabalho de excelência, sem precisar de uma grande controle de seus superiores. 

Esse é o caso das equipes autogerenciáveis — um grupo de colaboradores que consegue atuar com autonomia e responsabilidade para alcançar seus objetivos, melhorando assim o desempenho da organização sem ter que depender tanto da supervisão dos líderes. 

Os profissionais que compõe essa grupo conseguem trabalhar em conjunto, tendo consciência das suas responsabilidades em realizar suas tarefas com qualidade. Basicamente, nas equipes autogerenciáveis cada funcionário atua quase como líder de si: sabendo organizar suas obrigações e realizá-las com dedicação e eficiência. 

Claro, isso não significa abolir as lideranças da sua empresa ou elevar todos a esta posição: e sim que os funcionários terão maior autonomia para agir, sabendo lidar com as consequências de suas ações, enquanto os gestores podem atuar de outras formas, para além de ficar toda hora fiscalizando o trabalho dos colaboradores, como se envolver mais com a estratégia da organização. 

Porém, existem várias outros benefícios de se incentivar essa autonomia e proatividade na empresa. 

As Vantagens de uma Equipe Autogerenciável

As características de uma equipe autogerenciável — autonomia, proatividade, responsabilidade e comprometimento — podem trazer ainda mais benefícios para a empresa que incentiva essa postura.

Inovação

Ao ter mais liberdade, os funcionários poderão pensar em novas soluções para a empresa — seja em relação ao seu produto/serviço, processos internos e operações diversas — contribuindo assim a construir uma cultura de inovação na empresa. 

E, por serem responsáveis, irão considerar as consequências de suas ações na hora de criar soluções e projetos. Desta forma, os colaboradores podem ajudar a empresa a otimizar diversas áreas e ter mais vantagem competitiva.

Motivação

Esse senso de liberdade também pode ajudar na motivação dos colaboradores. O excesso de controle dos líderes pode sufocar boas ideais e o ânimo dos profissionais — já essa maior abertura permite com que usem seus talentos e se desafiem a serem melhores, encorajando o seu trabalho.

Engajamento

Da mesma forma, incentivar as equipes autogerenciáveis também pode contribuir para aumentar o engajamento dos funcionários. Eles sentirão que a empresa acredita em seu potencial e confia em seu trabalho, melhorando o seu sentimento de pertença na organização e a imagem que se tem dela. 

Clima organizacional

As equipes autogerenciáveis têm a característica de saber trabalhar em grupo. Isso significa que terão que aprender a lidar com as diferenças e desenvolver um relacionamento saudável entre si. 

Essa postura irá ajudar a tornar o clima interno mais saudável, o que é ainda melhorado com o aumento do engajamento, motivação e liberdade de criação.

Incentivo a novas lideranças

Trabalhar esse senso de responsabilidade e engajamento pode ajudar a treinar os colaboradores a assumirem uma posição de liderança no futuro. Afinal, diversas competências desenvolvidas no processo são muito bem-vindas para os gestores, estimulando assim a nova geração de líderes na sua organização.

Melhora dos resultados

Motivados, engajados e com uma boa dinâmica interna, os colaboradores consequentemente terão um desempenho melhor. Enquanto os funcionários tem espaço para fazer um trabalho de qualidade, os gestores poderão cuidar de outras questões dentro da empresa — como atuar de forma mais estratégica para melhorar sua vantagem competitiva e desempenho no mercado. 

Como estimular as Equipes Autogerenciáveis?

Com todas essas vantagens, é clara a importância de se incentivar a presença de equipes autogerenciáveis. Existe uma série de estratégias que podem ajudar a despertar essas qualidades na organização.

O primeiro passo é contratar os profissionais corretos, que já tenham competências de proatividade e responsabilidade. Isso é feito ao investir em processos de recrutamento e seleção que sejam verdadeiramente eficientes.

Já considerando as pessoas que estão na sua empresa, o melhor caminho é implementar uma gestão mais horizontal, dar mais liberdade aos seus colaboradores e propor desafios para que sejam estimulados a serem mais autônomos e eficientes. 

Mas, para assumirem esses desafios, é importante investir em treinamentos que irão qualificá-los para essa nova realidade. As ações de educação empresarial irão aumentar seus conhecimentos técnicos e ajudar a despertar qualidades que serão fundamentais para o desenvolvimento de uma equipe autogerenciável. Assim, seus funcionários estarão preparados para assumir uma postura mais proativa, responsável e de excelência na sua empresa. Mude a realidade dos seus colaboradores com essas 4 Metodologias de treinamento realmente eficazes e melhore os resultados da sua organização!