O One-On-One é uma ferramenta de gestão de pessoas que pode ajudar a melhorar o desempenho dos colaboradores e o relacionamento com a liderança. No entanto, nem todas as empresas implementam este costume em sua rotina por desconhecimento ou por ignorar os benefícios dessa conversa. 

Descubra nesse artigo o que é o one-on-one (1:1) e por que adotá-lo na sua organização! 

O Que é o One-On-One?

O nome em inglês pode até soar como se fosse algo complexo, porém o 1:1 na verdade é extremamente simples: é uma conversa entre o colaborador e seu líder, buscando avaliar o desempenho do funcionário e alinhar as expectativas de trabalho entre ambos. 

Fácil, não? Mas isso não significa que adotar essa ferramenta na rotina não vai gerar resultados impressionantes. Esse “cara a cara” pode ajudar a melhorar o desempenho dos colaboradores e o relacionamento com os gestores, transformando a dinâmica nas equipes.

O One-On-One é uma conversa individual com o líder, de curta duração e sobre um tema em específico. Pode-se falar nesse encontro sobre as dificuldades enfrentadas pelo funcionário, estratégias para superá-las e melhorar seu desempenho, problemas internos, projetos atuais e até mesmo discutir o futuro do profissional na empresa

Além disso, essa conversa pode servir para alinhar os objetivos e expectativas da organização e líder sobre o trabalho de cada colaborador, evitando problemas de comunicação e no cumprimento das metas. 

O One-On-One não é uma “lavagem de roupa suja”, nem espaço para fofoca entre o gestor e colaborador, mas sim um momento de diálogo, crescimento profissional e pessoal, uma oportunidade de fortalecer a confiança, despertar a motivação e aumentar o engajamento do funcionário com o seu líder e organização. 

E essa pequena conversa, feita de forma rotineira (como uma vez por semana ou quinzenalmente), pode fazer a diferença nas equipes. Dúvida disso?

Por que Adotar o One-On-One?

A verdade é que a liderança tem um grande papel nos resultados de uma empresa: são os líderes que motivam, orientam e direcionam os trabalhos de seus colaboradores para alcançar os objetivos e melhorar a performance do negócio. 

E um relacionamento ruim com os chefes, por despreparo da liderança ou por problemas de comunicação, pode ser um veneno a toda organização: de acordo com a pesquisa da consultoria Michael Page, divulgada em 2019 pelo G1, de cada dez profissionais, oito pedem demissão por conta de seu chefe. 

Em tempos em que a gestão humanizada vem ganhando espaço nas empresas, investir em um relacionamento saudável entre os colegas e liderança é fundamental para reter os talentos, mantê-los motivados e produtivos no dia a dia. Isso tudo pode ser incentivado com estratégias da gestão de pessoas que reforcem esses contatos e possibilitem uma troca positiva entre todos.

O One-On-One é uma ferramenta que pode contribuir para isto de diversas formas:

Aproximação entre líder e colaborador

Muitos funcionários acabam tendo uma relação distante com seus gestores e, às vezes, até de receio. Implementar essa conversa na rotina das equipes pode ajudar a quebrar essas barreiras invisíveis, mostrar um lado mais próximo e amigável do líder e criar um relacionamento de confiança e abertura.

Essa conversa pode ajudar o gestor a conhecer melhor seus colaboradores, descobrindo questões importantes para sua vida profissional e pessoal, como o que motiva a cada um.

Resolução de problemas

Durante a correria e pressões do dia a dia algumas situações negativas podem passar batido pela gestão e serem colocadas de lado pelos funcionários… até que um dia elas explodem. 

O One-On-One pode ser uma ótima ferramenta para os colaboradores trazerem problemas que os incomodam às lideranças, ajudando a identificá-los e resolvê-los antes que gerem consequências ainda mais negativas mais tarde. 

Motivação e engajamento

Os líderes têm grande importância na hora de motivar sua equipe e despertar o engajamento nos funcionários. A proximidade do One-On-One ajuda os gestores a estabelecer um diálogo com a equipe, identificando problemas de relacionamento dos colaboradores com os colegas e com a empresa em si. 

O gestor pode usar essas conversas para motivar seus liderados de forma individualizada, tocando justamente naquilo que pode despertar seu ânimo no trabalho. 

Feedback individual

O 1:1 também é um momento para conversar com o colaborador sobre seu desempenho profissional. Essa conversa pode apontar algumas dificuldades que ele esteja passando, pontos de melhoria, mas também elogios e estímulos para seu constante crescimento.

Em vez de expor o colaborador ao grupo, o atendimento individualizado é mais indicado para este tipo de conversa, além de também possibilitar com que o colaborador dê seu feedback da atuação do líder — ajudando-o a também se aprimorar. 

Crescimento pessoal e profissional

Essas conversas têm como objetivo a melhora dos relacionamentos e do desempenho dos colaboradores na empresa. Tudo isso irá contribuir no aprimoramento tanto na vida profissional, quanto pessoal do funcionário, aprendendo a identificar condutas que não são positivas e a transformá-las para ter maior sucesso em sua jornada.

O One-On-One pode também ajudar o profissional a descobrir que caminho quer seguir na carreira, conversando com o seu líder para pensar em uma trajetória dentro da empresa que contemple seus talentos e lhe motive mais no trabalho. 

Por tudo isso que o One-On-One é uma ferramenta que não pode ser ignorada pela liderança, RH e empresa. Ainda mais por ser algo de fácil implementação.

Como Adotar o One-On-One?

Essa ferramenta é simples de ser aplicada nas empresas, no entanto, é preciso estar atento a uns detalhes para evitar problemas e extrair o melhor dessas conversas.

Primeiramente é necessário planejar essa estratégia: qual será a regularidade dos encontros — semanais, quinzenais? Qual o espaço físico mais adequado para realizar as conversas e que seja reservado e confortável? 

O líder deve estar bem preparado para conduzir as conversas, usando uma linguagem empática e não violenta. Além disso, ele tem que definir os temas que irá discutir em cada encontro, ao mesmo tempo em que se deve ter abertura para outros tópicos trazidos pelo funcionário. 

É importante que suas lideranças passem por um treinamento específico, não somente para saber como conduzir uma conversa amigável e produtiva, mas para terem um relacionamento saudável com seus colaboradores todos dias. 

Motivar, engajar e extrair o melhor de cada funcionário é o trabalho de um verdadeiro líder. Saiba como preparar os gestores da sua empresa com um treinamento de liderança!