Adotar estratégias de gamificação na empresa é uma ótima forma de tornar processos e atividades mais engajadoras, otimizadas e eficientes, oferecendo uma experiência inovadora para obter resultados positivos. 

No entanto, muitos ainda não sabem como usar essa metodologia em seu negócio, deixando de aproveitar os benefícios dessa inovação. 

O que você vai ver neste artigo:

Não perca mais tempo: confira neste artigo 7 estratégias de gamificação eficientes para aplicar na sua empresa!

1- Lançamento de produtos e marketing

2- Recrutamento e seleção

3- Fortalecimento da cultura e comunicação

4- Treinamento da diversidade

5- Treinamento de tecnologia

6- Treinamento de vendas

7- Treinamento de call center

O que é Gamificação e quais são seus benefícios?

O surgimento de tendências é um movimento natural de qualquer mercado. Algumas novidades acabam gerando mais barulho do que resultados e passam, enquanto outras provam seu valor e são adotadas por empresas em todo mundo, como a gamificação

Essa estratégia usa elementos, design e lógica dos jogos para alcançar resultados positivos concretos na vida das pessoas. Recursos como avatares, pontuação e missões são aplicadas em uma dinâmica para estimular os participantes a realizarem determinadas atividades ou mudarem comportamentos, sempre com o objetivo de alcançarem benefícios em sua realidade.

Diversas áreas abraçaram a gamificação em suas estratégias, como saúde, política, educação, marketing e negócios, motivando públicos diferentes a cumprirem as mais variadas tarefas — de realizar um check-ups médicos, aprender, conhecer um novo produto ou melhorar sua produtividade. 

Um negócio pode usar a gamificação de aliada para alcançar alguns objetivos definidos no planejamento estratégico, fortalecendo estratégias como treinamento corporativo, recrutamento e seleção, comunicação interna, marketing, cultura organizacional, vendas e atendimento. 

7 Estratégias de Gamificação para sua Empresa

Com a popularidade dessa ferramenta nas organizações, diversas aplicações e casos de sucesso foram se consolidando e mostrando como a gamificação pode beneficiar empresas de todos os portes e segmentos de mercado. 

Quer saber como usar essa metodologia nos negócios? Veja estes 7 exemplos de estratégias de gamificação em diferentes processos. 

1- Lançamento de produtos e marketing

Uma das maiores vantagens da gamificação é sua capacidade de atrair a atenção e reter o engajamento dos participantes na dinâmica, justamente pela curiosidade e popularidade que os jogos têm na sociedade, além de seus elementos que despertam naturalmente a motivação dos seres humanos. 

Nesse sentido, as empresas podem usar essas qualidades em estratégias de marketing e lançamento de produtos, alcançando mais pessoas e oferecendo uma experiência inovadora e positiva com a marca. 

Em vez de propagandas ou ideias de divulgação tradicionais, que o público já encontra em seu dia a dia, ele irá participar de uma dinâmica gamificada que estimule sua motivação e engajamento com o produto, serviço ou empresa.

2- Recrutamento e seleção

As vantagens da gamificação não ficam somente com o público externo. Os mesmos elementos lúdicos podem ajudar em processos internos, como o recrutamento e seleção.

Nesse caso, uma atividade gamificada pode atrair os candidatos certos, ser uma plataforma de testes — não somente técnicos, mas também comportamentais, ajudando a encontrar o perfil mais adequado para a empresa — e tornar os processos mais amigáveis para que os profissionais deem seu melhor e revelem seus talentos. 

Se a empresa usar o tipo de gamificação digital, toda operação acabará sendo mais ágil, prática e fácil para o RH e candidatos. 

3- Fortalecimento da cultura e comunicação

Porém, um dos usos mais frequentes dessa estratégia é nas ações de treinamento, seja com objetivos focados na produtividade e qualidade técnica, como também na melhora de comportamentos, desenvolvimento de habilidades subjetivas ou o despertar do engajamento na empresa. 

Aprender sobre a cultura organizacional é bem mais fácil e divertido quando se aplica técnicas como o storytelling, bastante aproveitadas pela gamificação. Dessa forma, os colaboradores terão uma relação mais próxima e positiva com a empresa.

Além disso, a gamificação pode ser usada em ações como a comunicação interna, fortalecendo os fluxos de informação e relacionamentos nas equipes. 

4- Treinamento da diversidade

Outra questão subjetiva que pode ser abordada com um treinamento gamificado é a valorização da diversidade dentro da empresa. Contratar e oferecer um ambiente saudável para profissionais com vivências diversas é uma das tendências no mundo corporativo que vai se solidificar nos próximos anos, por isso, independentemente da metodologia, é recomendado que as organizações estejam atentas a esta situação.

Um treinamento de diversidade gamificado pode ajudar os colaboradores a entenderem melhor as vivências dos colegas, despertando empatia e ensinando as melhores práticas de acolhimento e respeito. 

5- Treinamento de tecnologia

O processo de adaptação dos colaboradores a novos sistemas pode ser mais tranquilo e eficiente ao se usar uma plataforma gamificada. Em vez de treinamentos tradicionais expositivos, os participantes podem aprender mais sobre os softwares adotados na empresa de forma divertida e interativa.

Um exemplo desse caso é a parceria Ludos Pro e Sicredi, no qual a gamificação ajudou a treinar os cooperados a usarem a plataforma de gestão adotada na instituição. Esse objetivo foi alcançado graças às características e aplicação especializada da estratégia. .

6- Treinamento de vendas

Uma das áreas mais importantes de uma empresa precisa de um treinamento específico e eficiente para gerar mais resultados. 

A gamificação pode ajudar nesse processo ao tornar essa ação mais engajadora e prática, em vez de adotar um modelo expositivo — que pode se apoiar muito na parte teórica ou ser monótono. 

Um treinamento gamificado para os vendedores e consultores pode ajudar a melhorar o desempenho do setor, fortalecendo as competências técnicas e comportamentais dos profissionais para que vendam mais e para os clientes certos. 

7- Treinamento de call center

Outro ponto crítico em uma organização é o atendimento. Sem um serviço de qualidade, os clientes podem se frustrar e, de compradores, se tornarem detratores — reclamando da empresa para familiares, amigos, conhecidos e desconhecidos nas redes sociais.

Essa é uma das áreas que mais demanda competências, mesmo emocionais, dos profissionais, por isso é fundamental uma ação que os capacite tecnicamente, desenvolva suas habilidades subjetivas e os engaje na organização. Isso melhora o desempenho do setor e ajuda na retenção dos talentos.

Nesse sentido, há um caso de sucesso especial: a parceria Ludos Pro e Vivo! Descubra como criar uma experiência de aprendizado única para um time de call center com a gamificação e melhore os resultados desse setor!