5 Tendências e oportunidades no RH para 2019
Negócios

5 Tendências e oportunidades no RH para 2019

Preencha seu email e receba conteúdos exclusivos
Obrigado pelo seu cadastro!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Toda a empresa deve estar atenta às novidades, não somente do seu segmento de mercado, como também das boas práticas de administração. Esse cuidado permite implementar estratégias inovadoras para melhorar processos e o desempenho dos colaboradores, gerando assim mais resultados para a organização. Para te ajudar a aprimorar sua gestão de pessoas, vamos te mostrar 5 tendências de RH que estão em alta em 2019 para que a sua instituição esteja na vanguarda do seu mercado.


O RH em 2019


Cada vez mais as empresas estão descobrindo que valorizar seu público interno é fundamental para o seu próprio sucesso. Sem ter colaboradores motivados, engajados e produtivos, não há como oferecer produtos ou serviços de qualidade aos seus clientes, consequentemente realizando menos vendas e diminuindo assim o lucro.


Pensando nisso, as organizações vão focar ainda mais nas pessoas ao longo de 2019 e nos próximos anos, incorporando as tendências de RH e soluções tecnológicas para recrutar, treinar e gerir os colaboradores - extraindo o melhor de cada um para que tragam mais resultados.


No entanto, assim como surgem as oportunidades no setor de RH, também aparecem os desafios da área. Alguns já são bem conhecidos dos gestores e profissionais do segmento, mas podem se mostrar ainda mais relevantes no período que vivemos:


  • Retenção de talentos: manter os bons profissionais na empresa é uma tarefa árdua, porém extremamente necessária. Com um trabalho sério e as estratégias certas, é possível reduzir o turnover e assim evitar diversas perdas, como as de capital intelectual.
  • Treinamento de lideranças: os gestores são peças fundamentais para o bom funcionamento das equipes, motivando e desafiando e os colaboradores. Por isso, sempre é importante ter um cuidado especial com o treinamento dos líderes.


Apesar de serem problemas desafiadores, algumas tendências de RH que estão em alta em 2019 podem ajudar a suprir lacunas na gestão e combater essas situações.


Tendências de RH para 2019


A combinação de tecnologia e gestão de pessoas vem em constante crescimento, cada vez mais fazendo parte do cotidiano das empresas. A organização que não acompanhar esse processo de inovação acabará ficando para trás. Por isso confira agora 5 tendências de RH de 2019 para adotar na sua realidade e melhorar a performance dos seus colaboradores!


1) Transformação Digital


A tecnologia não veio para ser adotada apenas em um processo ou outro: ela veio para transformar tudo. Os avanços tecnológicos permitiram possibilidades que jamais imaginávamos, então, porque não aproveitar todo o seu potencial?


A transformação digital consiste em tratar a tecnologia não apenas como suporte, como coadjuvante, e sim como elemento fundamental para o progresso das organizações. Nesse conceito, ela deve ser aplicada de forma ampla, englobando os diversos processos da empresa.


Isso significa uma mudança de postura de toda a organização, impactando sua estrutura e cultura. Porém essa aposta pode trazer diversos resultados positivos para a empresa:


  • Otimização de processos
  • Aumento da produtividade
  • Melhora na experiência do consumidor
  • Mensuração de processos e comportamentos
  • Vantagem competitiva


Adotar a transformação digital no todo da empresa inclui aplicar inovações como inteligência artificial, big data, people analytics, machine learning, automatização de processos e investimentos em marketing digital. Tudo isso para tornar sua organização mais eficiente e, assim, se destacar da concorrência.


2) Flexibilidade nas contratações


Novas possibilidades de trabalho foram permitidas após a Reforma Trabalhista, aprovada em 2017, dando maior flexibilidade para os colaboradores e empresa - que ainda estão se adaptando às mudanças e, neste ano, poderemos ver ainda mais organizações adotando essa nova lei.


Um dos itens da reforma foi a legalização do home office. Esse modelo de trabalho permite que o colaborador - se possível for - realize suas atividades de casa ou outros ambientes, como coworkings. É possível aliar uma carga horária em que o funcionário atue alguns dias da semana na empresa e, em um deles, não precise estar presente no local de serviço.


Isso pode ser benéfico para os dois lados, pois pode-se poupar - ao menos por um dia - o estresse do trabalhador de ter que se deslocar até a empresa (enfrentando o trânsito caótico das grandes cidades, ônibus e metrôs lotados ou outros problemas de mobilidade urbana). Ele deve realizar suas tarefas normalmente, só que de casa ou outro local mais próximo à sua escolha e que seja possível cumprir sua função cotidiana.


Esse é apenas um dos pontos que o RH pode aproveitar da reforma. Já existe uma tendência natural nas relações trabalhistas atuais de se flexibilizar horários e outras questões e, com a lei, isso tudo fica regulamentado.


Outras possibilidades também se abriram com a nova legislação, como contratar profissionais por demanda ou projeto. Em uma conversa franca entre funcionário e RH, ambos podem entrar em acordo para dar mais liberdade e qualidade de vida aos colaboradores e ainda sim mais eficiência e resultados para as empresas.

3) Perfil comportamental


Uma das tendências, especialmente no recrutamento, é a valorização das chamadas soft skills e do perfil comportamental dos candidatos.


Um bom funcionário não é apenas aquele que tem as capacidades técnicas ideais para exercer sua função. Mas sim aquele que também divide os mesmos valores e cultura da empresa, tem as habilidades pessoais necessárias para trabalhar com o cliente e/ou equipe e outras qualidades importantes para a realidade da organização (como resiliência, colaboração, proatividade, etc). Esses dois fatores formam um colaborador eficiente e engajado, que trará os melhores resultados para o negócio.


Porém, esse cuidado também é válido para os profissionais já contratados: há habilidades que podem ser desenvolvidas nos funcionários, basta adotar estratégias como treinamento corporativo, dinâmicas e gamificação.


4) Novos modelos de gestão


As inovações também chegaram aos modelos de gestão empregados tanto no setor de RH quanto na empresa em geral. Metodologias como a ágil e a gestão 3.0 trazem novos conceitos para quebrar paradigmas e, assim, trazer ainda mais resultados.


Esses novos modelos costumam prezar a horizontalização da gestão, o foco em pessoas e a redução de desperdícios em vários processos - como no caso do Lean Office. Essas estratégias podem até parecer desafiadoras por conta das mudanças propostas, porém, elas podem contribuir bastante para a eficiência da empresa.

5) Gamificação


Essa estratégia já está se consolidando no mercado mundial, no entanto, no Brasil, ainda há muito a ser explorada. A gamificação é uma metodologia que alia o lado lúdico dos jogos com a realização de atividades com resultados concretos, transformando tarefas que poderiam ser pouco engajadoras em experiências imersivas e interativas.


A gamificação vem sendo usada por empresas ao redor do globo e, aos poucos, as organizações brasileiras estão começando a ver seus benefícios. Ao tornar diversas atividades mais atraentes - como treinamento corporativo, recrutamento, onboarding de novos funcionários - , elas podem ser mais eficientes e gerar mais resultados.


Além disso, as plataformas costumam oferecer relatórios detalhados das performances dos colaboradores, ajudando o trabalho do RH com dados concretos e colhidos em um processo rápido e automatizado.


Quer saber mais sobre o que a gamificação pode fazer por sua empresa? Venha conversar conosco e conheça mais benefícios dessa estratégia!


No items found.
Veja outros conteúdos sobre assuntos relacionados:
O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários.
Veja outros posts relacionados
logo sioux grouplogo siouxlogo ludos prologo pgblogo movieplaylogo go gamers
icon linkedinicon instagramicon facebook